sábado, 2 de julho de 2011

Proatividade


Você já ouviu falar em proatividade? Pois é. Trata-se de uma palavra que roda na boca e nos conceitos de selecionadores e que se for mesclada com todos os outros requisitos pode facilitar sua entrada em uma grande empresa. Se você é uma pessoa que, de uma forma ou de outra, tenta encontrar diversas maneiras para resolver um problema ou executar uma ação, pode-se considerar no time dos proativos. Este conceito tem diversos sentidos, como acontece com tantos outros termos que recentemente estão sendo introduzidos no vocabulário do mundo empresarial, mas que não se encontram no dicionário. O profissional proativo é aquele que se antecipa às situações. Ele tem conhecimentos sobre sua área de atuação, sabe como seus colegas trabalham e aproveita para adquirir experiências com eles, mesmo não tendo muito tempo. Ou seja, o proativo tenta, em todas as situações, adquirir o máximo de conhecimentos (muitas vezes inconscientemente), o que lhe permite antecipar-se aos fatos. No caso dos universitários, a proatividade pode ser observada naquele estudante que tenta conseguir o máximo de informações sobre determinado estágio com um colega de classe. O estagiário proativo se destaca entre outros pela qualidade das informações e questionamentos formulados durante uma entrevista de seleção. Para obter sucesso no mercado de trabalho atual é preciso se converter em um agente ativo de mudanças, ter iniciativa e saber enfrentar a incerteza. A pessoa proativa não espera que os demais tomem decisões por ela; atua com determinação, antecipando problemas, vai a campos operacionais e acredita constantemente em novas oportunidades. Ser proativo não consiste unicamente em propor idéias ou fazer reestruturações cognitivas para perceber a realidade de outra maneira. É muito bom pensar em mudança, mas não é suficiente; tem que ser capaz de transformar idéias em ações para obter resultados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário