sábado, 25 de junho de 2011

Michael Faraday


De origem inglesa humilde (o pai era ferreiro), foi obrigado a trabalhar desde criança, tendo exercido durante algum tempo as profissões de livreiro e encardenador. Lia todos os livros que lhe mandavam encardenar. Sua grande habilidade e uma dedicação incomum ao estudo o levaram à carreira científica. Passou a repetir em sua casa, com os mais rudimentares recursos, as experiências que via nos livros. Quando teve oportunidade de trabalhar em um laboratório, permaneceu ali por mais de 50 anos, 46 deles no mesmo prédio. Faraday é um dos grandes exemplos de que a produção científica resulta de trabalho metódico e constante e não de inspirações instantâneas. As idéias fundamentais que temos hoje em Eletricidade e Magnetismo foram introduzidas por Faraday. Faraday teve o seu nome ligado a uma série de importantes descobertas, principalmente de fenômenos elétricos, que abriram caminho para os avanços da eletrônica e da eletrotécnica. Também foi o físico inglês que descobriu a existência do campo elétrico, descoberta fundamental, porque todas as ações de uma carga elétrica são feitas através de seu campo, desde um simples caso de atração de uma outra carga, até as comunicações via satélite. Antes de Faraday, os físicos pensavam que as forças eletrostáticas eram exercidas diretamente entre as cargas, "à distância", sem considerarem o meio. Entre as importantes descobertas de Faraday, destacam-se as em dielétricos, condensadores, indução eletrostática, condução de eletricidade pelos líquidos e em eletromagnetismo. Inventou o primeiro motor elétrico. Em 1831, Faraday colocou duas bobinas próximas e fez passar corrente por uma delas. Quando abria e fechava o circuito da primeira observou que pela outra também passava uma corrente: era a descoberta da indução eletromagnética (o campo magnético da primeira bobina induzia corrente na segunda). Nos anos seguintes, esclareceu os diversos casos da indução, com campo magnético produzido por ímã ou por bobina, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário